PEQUENOS NEGÓCIOS NO BRASIL

Veja aqui os principais índices e estatísticas sobre as micro e pequenas empresas.

Download

Notícias do seu estado

Selecione o estado:

Conheça a área Multimídia da ASN

Acesse e baixe fotos, vídeos e áudios para uso jornalístico. É necessário citar os créditos do autor.

Diretor do Sebrae José Claudio dos Santos entrega prêmio na Categoria Jornalismo Impresso vencedor com a série: A força dos pequenos (Correio Braziliense - DF)

Charles Damasceno

Fotos Download

1 de 16

Diretor do Sebrae José Claudio dos Santos entrega prêmio na Categoria Jornalismo Impresso vencedor com a série: A força dos pequenos (Correio Braziliense - DF)
Confira acervo completo


X

Programa Sebraetec leva inovação aos pequenos

O Sebraetec é um programa que aproxima o empreendedor de pequenos negócios que precisam se modernizar e aumentar sua competitividade e os prestadores de serviços tecnológicos. Segundo o gerente da Unidade de Acesso à Inovação e Tecnologia do Sebrae, Ênio Pinto, a meta do programa é atender 80 mil empresas esse ano. “O Sebratec tem atendido, principalmente, empresas de pequeno porte que já estão mais estruturadas para os serviços tecnológicos. Entretanto, a microempresa e até o MEI podem se beneficiar também do Sebraetec. A vantagem é você ter um técnico do Sebrae que vai avaliar a real necessidade da sua demanda e prospectar nesse rede de fornecedores quem pode te ofertar com qualidade e precisão. O Sebrae subsidia essa consultoria. A gente paga até 80% do valor dessa consultoria ficando ao pequeno empreendedor apenas 20% desse montante”, explica. Mais informações em uma unidade do Sebrae.

  • O Sebraetec é um programa que aproxima o empreendedor de pequenos negócios que precisam se modernizar e aumentar sua competitividade e os prestadores de serviços tecnológicos. Segundo o gerente da Unidade de Acesso à Inovação e Tecnologia do Sebrae, Ênio Pinto, a meta do programa é atender 80 mil empresas esse ano. “O Sebratec tem atendido, principalmente, empresas de pequeno porte que já estão mais estruturadas para os serviços tecnológicos. Entretanto, a microempresa e até o MEI podem se beneficiar também do Sebraetec. A vantagem é você ter um técnico do Sebrae que vai avaliar a real necessidade da sua demanda e prospectar nesse rede de fornecedores quem pode te ofertar com qualidade e precisão. O Sebrae subsidia essa consultoria. A gente paga até 80% do valor dessa consultoria ficando ao pequeno empreendedor apenas 20% desse montante”, explica. Mais informações em uma unidade do Sebrae.

    Programa Sebraetec leva inovação aos pequenos

  • No programa de hoje o consultor do Sebrae, Renato Santos,fala sobre o ponto de partida para começar um negócio. “Uma pesquisa anual em vários países mostra que, em 2013, o próprio negócio foi o terceiro entre os principais sonhos do brasileiro. Muitas pessoas sonham em empreender, mas se perguntam como começar. O ponto de partida é escolher uma oportunidade com demanda crescente na região onde você vai atuar. Depois é hora de fazer as contas para avaliar se é viável ganhar dinheiro com a ideia vendendo por preços competitivos. O Sebrae tem um curso, o Iniciando um Pequeno Grande Negócio, que você pode fazer gratuitamente via web no endereço ead.sebrae.com.br. Você aprenderá a analisar a oportunidade e calcular seus investimentos para verificar se ela é viável. Bons negócios e sucesso!”

    Iniciando um pequeno grande negócio

  • O Sebrae oferece para o taxistas de todo o país um curso no formato de kit educativo composto de material impresso, rádio e TV. É o Taxista Empreendedor, uma oportunidade para quem quer atender melhor seus clientes e melhorar a gestão do seu negócio. É o que explica a gerente de Capacitação Empresarial do Sebrae, Mirela Malvestiti. “Nesse material são trabalhados vários temas como o atendimento ao cliente, marketing pessoal, controle financeiro, a parte de ética e cidadania e também a gente trabalha a qualidade de vida do taxista. Ele tem até dois meses para estudar o material. Preenche uma avaliação e entrega no Sebrae. Daí ele recebe um certificado de participação e também um selo que ele pode colocar no carro dizendo que ele é um taxista empreendedor”, afirma. O kit educativo Taxista Empreendedor pode ser retirado gratuitamente nas unidades do Sebrae. (Minuto Sebrae 865)

    Taxista Empreendedor

  • A empresária Alessandra Rodrigues trabalha com artigos para montagem de convites. Durante dois anos, ela teve uma loja em um shopping de São Paulo. Depois trocou o espaço físico pelo virtual, quando conheceu o projeto Primeiro E-commerce, coordenado pelo Sebrae, em parceria com o Mercado Livre. “É uma plataforma muito simplificada. É claro que tem que tirar uma boa foto e a parte de discrição do produto tem que ser uma coisa bem detalhada, mas é uma ferramenta muito prática. Pro cliente que está comprando ela também é simples, bem fácil de entender. Então, tudo isso é bem positivo para a nossa empresa. A gente acaba tendo um alcance do produto e da sua marca em outras regiões, que na loja física você não consegue.” Segundo Alessandra, no primeiro mês de loja virtual, ela vendeu o equivalente aos dois anos em que ela teve loja no shopping.

    Sebrae auxilia pequenos negócios a venderem pela internet

Confira acervo completo