PEQUENOS NEGÓCIOS NO BRASIL

Veja aqui os principais índices e estatísticas sobre as micro e pequenas empresas.

Download

Notícias do seu estado

Selecione o estado:

Conheça a área Multimídia da ASN

Acesse e baixe fotos, vídeos e áudios para uso jornalístico. É necessário citar os créditos do autor.

Bruno Quick, gerente de Políticas Públicas do Sebrae Nacional; senadora Ana Rita (PT/ES); ministro Guilherme Afif Domingos; presidente do Sebrae Nacional, Luiz Barretto; senador José Pimentel (PT/CE) e deputado Guilherme Campos (PSD/SP)

Cláudio Basílio

Fotos Download

1 de 4

Bruno Quick, gerente de Políticas Públicas do Sebrae Nacional; senadora Ana Rita (PT/ES); ministro Guilherme Afif Domingos; presidente do Sebrae Nacional, Luiz Barretto; senador José Pimentel (PT/CE) e deputado Guilherme Campos (PSD/SP)
Confira acervo completo


X

Sebrae auxilia pequenos negócios a venderem pela internet

A empresária Alessandra Rodrigues trabalha com artigos para montagem de convites. Durante dois anos, ela teve uma loja em um shopping de São Paulo. Depois trocou o espaço físico pelo virtual, quando conheceu o projeto Primeiro E-commerce, coordenado pelo Sebrae, em parceria com o Mercado Livre. “É uma plataforma muito simplificada. É claro que tem que tirar uma boa foto e a parte de discrição do produto tem que ser uma coisa bem detalhada, mas é uma ferramenta muito prática. Pro cliente que está comprando ela também é simples, bem fácil de entender. Então, tudo isso é bem positivo para a nossa empresa. A gente acaba tendo um alcance do produto e da sua marca em outras regiões, que na loja física você não consegue.” Segundo Alessandra, no primeiro mês de loja virtual, ela vendeu o equivalente aos dois anos em que ela teve loja no shopping.

  • A empresária Alessandra Rodrigues trabalha com artigos para montagem de convites. Durante dois anos, ela teve uma loja em um shopping de São Paulo. Depois trocou o espaço físico pelo virtual, quando conheceu o projeto Primeiro E-commerce, coordenado pelo Sebrae, em parceria com o Mercado Livre. “É uma plataforma muito simplificada. É claro que tem que tirar uma boa foto e a parte de discrição do produto tem que ser uma coisa bem detalhada, mas é uma ferramenta muito prática. Pro cliente que está comprando ela também é simples, bem fácil de entender. Então, tudo isso é bem positivo para a nossa empresa. A gente acaba tendo um alcance do produto e da sua marca em outras regiões, que na loja física você não consegue.” Segundo Alessandra, no primeiro mês de loja virtual, ela vendeu o equivalente aos dois anos em que ela teve loja no shopping.

    Sebrae auxilia pequenos negócios a venderem pela internet

  • No programa de hoje o consultor do Sebrae Renato Santos explica como definir corretamente o preço dos produtos. “A formação de preços é um grande desafio. Vender muito caro afasta os clientes e muito barato afasta os lucros. Como escolher a estratégia? Os custos são o primeiro ponto. Vender abaixo do custo está fora de questão – é literalmente “pagar pra trabalhar”. Outro ponto é a concorrência: o produto não sai se os concorrentes vendem mais barato – a não ser que você justifique a diferença pela qualidade superior. E finalmente, a percepção dos clientes. Se a oferta não for adequada ao preço, também não há negócio. O consumidor precisa avaliar que a proposta de valor é vantajosa. Este é o tripé da política de preços. E o Sebrae está pronto pra te ajudar na análise dos números, com consultoria e capacitação. Bons negócios e sucesso!” Mande sua pergunta que nós vamos responder aqui. Nosso e-mail é minuto@sebrae.com.br

    Consultor dá dicas para definir preços corretamente

  • Há 14 anos, o empresário Pedro Machado tem uma confecção de uniformes profissionais, em Camaquã, no Rio Grande do Sul. Uma de suas dificuldades era colocar o preço final nos seus produtos. Ele conseguiu resolver o problema com a ajuda do Sebrae. “Recebi uma planilha que os próprios consultores do Sebrae me disponibilizaram. Essa planilha tem todos os meus custos fixos e variáveis. Eu só tenho que informar quantas peças e quantas pessoas tão envolvidas na confecção daquelas peças. Eu só coloco isso e ela me dá automaticamente o preço que eu tenho que vender e quanto eu posso ganhar. Eu calculo os meus custos em segundos. Facilitou total”, analisa o empresário. Pedro destaca ainda que o Sebrae o ajudou nas áreas comercial, logística e de produção.

    Planilha do Sebrae auxilia empresários a formarem preços

  • O Sebrae leva orientação empresarial aos microempreendedores individuais e às microempresas por meio do programa Negócio a Negócio. O foco são as questões básicas de gestão, como por exemplo, o controle das finanças. A analista da Unidade de Atendimento Individual do Sebrae, Carolina Moraes, explica como são realizadas as visitas do agente de orientação empresarial. “Na primeira visita é aplicado um diagnóstico de gestão da empresa com identificação de oportunidades de melhoria. O resultado desse diagnóstico é entregue ao cliente na segunda visita junto com um plano de ação para implementar essas melhorias. Na terceira visita é realizado um acompanhamento do plano de ação. São visitas totalmente gratuitas para o empresário. O empresário que tiver interesse nosso número é o 0800 570 0800”, explica. Em 2014, o Sebrae espera atender, nesse programa, 400 mil empresas em todo o Brasil.

    Negócio a Negócio orienta empresários sobre gestão e controle de finanças

Confira acervo completo