Tecnologia

Startup mineira cria aplicativo para síndicos de condomínios enfrentarem os desafios da quarentena

Plataforma foi selecionada para participar de programa de investimento da Microsoft Brasil e do Sebrae

A vida de quem mora em um condomínio tem seus desafios. Compartilhar espaços e tomar decisões em conjunto fez e ainda faz parte da rotina dos moradores. Com a pandemia e a necessidade do distanciamento social, os desafios tornaram-se ainda maiores, principalmente para os síndicos – figura responsável por administrar o condomínio e, que por isso, precisa se comunicar com os condôminos, com certa frequência, sobre reuniões e decisões sobre o local onde moram.

Pensando nisso, uma startup de Alfenas, no Sul de Minas, desenvolveu o Wecondo, aplicativo capaz de reunir, em uma única plataforma on-line, as principais rotinas administrativas e financeiras que fazem parte da gestão de um condomínio, tais como: envio de faturas, assembleias, prestação de contas, reserva de áreas comuns e outras tarefas, que antes precisavam ser feitas pessoalmente, entre moradores e síndicos. O aplicativo é destinado aos condôminos, síndicos e administradores, tanto de condomínios de prédios quanto de casas.

O desenvolvimento da plataforma começou em 2019, quando a empreendedora e idealizadora do App, Etiene Rocha, percebeu as dificuldades da gestão de um condomínio, até então feito por meio de planilhas. “Naquele momento senti que poderia gerar valor, ajudando a economizar tempo e recursos através de uma solução tecnológica”, comenta Etiene.

Desde então, seis profissionais se envolveram na criação e desenvolvimento da plataforma. Após quatro meses, a primeira versão do produto ficou pronta, foi levada para teste e aprovada.

Monitoramento de sintomas da Covid-19

Com a quarentena, outro recurso foi disponibilizado no Wecondo: um questionário para ser enviado aos moradores perguntando sobre possíveis sintomas da Covid-19. O objetivo é auxiliar administradores e síndicos na tomada de decisões em favor da saúde e segurança dos moradores do condomínio.

“As perguntas são as mesmas recomendadas pelo Ministério da Saúde e que, inclusive, estão disponíveis no aplicativo do SUS. A pesquisa que monitora sintomas poderá ser ativada pelo síndico a qualquer momento, como ele desejar”, explica Etiene.

Os dados obtidos por meio dos questionários são transformados em gráficos, que podem ser acessados por todos os moradores do condomínio.

Seleção da Microsoft e Sebrae Nacional

Em março deste ano, o app Wecondo foi selecionado para participar do programa Women Entrepreneurship, iniciativa da Microsoft Participações, Sebrae, Bertha Capital e Belvedere Investimentos, com o objetivo de fomentar a educação e o empreendedorismo feminino no Brasil.

“Desde então, a startup passou a ter acesso a conhecimento e suporte e, assim, temos mais chances em um mercado tão desigual”, relata a empreendedora.

O programa é composto por dois pilares estratégicos: o Fundo de Investimento em Participações de Capital Semente (Women Entrepreneurship – Fundo WE) e o Portal WE. As ações são inclusivas e têm o propósito de englobar projetos de todas as regiões do Brasil, não importando a formação prévia das empreendedoras.

O Fundo tem o objetivo de incentivar o desenvolvimento de iniciativas disruptivas, de base tecnológica e que tenham pelo menos uma mulher como sócia do empreendimento, com pelo menos 20% de participação societária. Nesta fase inicial serão realizados investimentos entre R$ 50 mil e R$ 500 mil.

Jornada empreendedora e Sebrae Minas

A jornada empreendedora de Etiene Rocha, idealizadora da startup Wecondo, começou há bem mais tempo. A empresária é também proprietária da AdptWeb, empresa de tecnologia que oferece soluções personalizadas e ideias de inovação para outras empresas. A empreendedora criou ainda outra startup, de compra e venda de automóveis.

A carreira em busca de inovações contou com a contribuição do Sebrae Minas. “Já participei do Empretec, Reload, mentorias e consultorias junto ao Sebrae, no Sul de Minas, e isso, com certeza, contribuiu para o meu crescimento como empresária e no desenvolvimento deste aplicativo”, conta Etiene.

A analista do Sebrae Minas, Adaíby Gonçalves, que acompanhou a trajetória da empreendedora, reconhece o potencial da startup Wecondo. “A proposta do aplicativo, além de uma excelente ideia, é a oportunidade de realização de uma gestão integrada, principalmente para empresas de prestação de serviços”, comenta.

 

Assessoria de Imprensa | Prefácio Comunicação

Juliana Campos Silva – (35) 99204-0098

juliana@prefacio.com.br

Richard Novaes - (31) 3292 8660 | (31) 98884-0255

richard@prefacio.com.br