Parceria

Sebrae cadastra especialistas para atuar no encadeamento produtivo

Objetivo é montar cadastro de consultores para atuar nas cadeias produtivas da construção civil, do setor automotivo, da saúde, do comércio varejista e da agroindústria

O consultor especialista atuará nos projetos de encadeamento do SebraeBrasília - As parcerias entre pequenos negócios e as médias e grandes empresas têm promovido o aumento de faturamento, de lucratividade e a melhoria da qualidade dos produtos e serviços oferecidos pelas pequenas empresas brasileiras. Segundo o Sebrae, essa aproximação deve gerar, até 2015, um saldo de R$ 4,5 bilhões em negócios. Com o objetivo de ampliar essas parcerias, a entidade está cadastrando novos consultores para atuarem nas cadeias produtivas da construção civil, do setor automotivo, da saúde, do comércio varejista e da agroindústria.

 

“A criação de um cadastro de consultores para o Programa Nacional de Encadeamento Produtivo vai impulsionar ainda mais as parcerias que temos promovido entre empresas de diferentes portes”, afirma o presidente do Sebrae, Luiz Barretto. “Queremos que os melhores profissionais do mercado nos auxiliem no desenvolvimento de novos projetos. Nesse sentido, precisamos de pessoas que conheçam as cadeias de valores e que saibam diagnosticar cada um dos pontos que podem ser explorados pelos pequenos negócios”, destaca.

 

O edital para a captação de consultores foi lançado neste domingo (3). O comunicado está disponível para os interessados no Portal do Sebrae e as dúvidas podem ser enviadas para o e-mail candidato.gcep@sebrae.com.br

_OLHO_

Os consultores que farão parte do cadastro serão especialistas com conhecimento profundo nos setores em que o Sebrae atua. Esses profissionais precisam ter uma visão abrangente das empresas âncoras e serão responsáveis pelo monitoramento de um grupo de projetos e pela identificação de possíveis gargalos.

 

Quando os pequenos negócios participam de uma cadeia produtiva eles aumentam a sua competitividade, inovam mais e promovem o desenvolvimento sustentável por meio do crescimento das economias locais e da ampliação das vagas de emprego. Na outra ponta, as empresas de grande porte que compram das micro e pequenas empresas conseguem otimizar seus produtos e serviços, reduzir custos e aumentar a sua flexibilidade e agilidade.

 

Atualmente, o Sebrae conta com 116 projetos nacionais e regionais de Encadeamento Produtivo que envolvem mais de 19,5 mil pequenas empresas e cerca de 60 companhias de grande porte, as chamadas âncoras, das cadeias do aço, automotiva, de alimentos, do petróleo e gás, do transporte aéreo, entre outras.

 

Pesquisa recente feita pelo Sebrae constatou que após as consultorias da instituição, 70% das empresas âncoras aumentaram a participação das pequenas empresas no volume de compras, 80% se aproximaram mais do consumidor final por meio das parcerias com os distribuidores e que as vendas subiram em 60%. O Programa Nacional de Encadeamento Produtivo também proporcionou 90% de melhoria na qualidade dos produtos fornecidos para as grandes empresas pelos pequenos negócios, o que permitiu a redução em 30% do tempo gasto com a resolução de problemas.

 

Mais informações:

Assessoria de Imprensa Sebrae

(61) 2107-9300

(61) 2104-2770/2769/2766

(61) 3243-7851

imprensa@sebrae.com.br

Tags: Empreendedorismo, Encadeamento Produtivo, consultoria