História

Sebrae desempenha importante papel político na melhoria do ambiente de negócios

Guilherme Afif participa de solenidade em Salvador em comemoração aos 45 anos da instituição

Presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingos.

Salvador – O presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingos, defendeu nesta terça-feira (31) o papel político da instituição na melhoria do ambiente de negócios no Brasil, que hoje é prejudicado pela burocracia que dificulta o crescimento das empresas. Ele destacou iniciativas como a criação da Empresa Simples de Crédito (ESC) e do Projeto Líder, que procura estimular a formação de lideranças locais. Afif participou, em Salvador, da Sessão Especial promovida pela Associação Comercial da Bahia e pelo Fórum Empresarial da Bahia, em comemoração aos 45 anos do Sebrae.

"Não existe solução fora da política. Se nós viramos a costas para a política, ela virará as costas para nós também”, disse Afif, que defendeu a implantação do voto distrital misto. “O voto distrital misto trará mais representatividade e vai dar força para a base da sociedade”, afirmou para a plateia que lotou o auditório da Associação Comercial da Bahia, a mais antiga entidade do setor no Brasil, fundada em 1811.

Afif apresentou um vídeo em que aponta que os problemas econômicos enumerados por ele há três décadas, com a forte concentração de recursos no caixa do governo, as empresas estatais e de capital privado com mercado protegido e subsídios, além da classe política à caça de votos, continuam a existir. “A nação mudou muito em 30 anos, mas o Estado não mudou nada”, ressaltou.  “A solução  dos problemas brasileiros está na união da base da pirâmide, dos empresários e profissionais liberais com os trabalhadores para combater os efeitos do “Triângulo de Ferro”, complementou o presidente do Sebrae. 

Afif destacou a importância do papel dos pequenos negócios na economia brasileira, em especial na geração de empregos. “As médias e grandes empresas continuam desempregando. As pequenas empresas são as responsáveis pela recuperação do emprego no Brasil”, afirmou. Ele lembrou que, independentemente da crise, as grandes corporações estão reduzindo o número de postos de trabalho por conta de questões tecnológicas, por exemplo. O presidente do Sebrae relembrou a sua trajetória de luta em prol das pequenas empresas e os avanços que ocorreram ao longo dos anos, inclusive na Constituinte de 1988, passando pela Lei do Simples, em 1995; a criação do Supersimples, em 2006; e o surgimento do Microempreendedor Individual (MEI), em 2009, que hoje ultrapassa a 7 milhões de adesões. "O MEI hoje é o maior programa de inclusão social do mundo”, ressaltou.

O evento contou com as presenças do presidente do Fórum Empresarial e da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Estado da Bahia, Antoine Tawil; do diretor superintendente do Sebrae Bahia, Jorge Khoury; do presidente da Associação Comercial da Bahia, Adary  Oliveira; e do presidente Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil (CACB), George Teixeira Pinheiro. Os dirigentes destacaram o apoio do Sebrae no apoio aos pequenos negócios e ao empreendedorismo no país.                                                           

 

SEBRAE 45 ANOS 

O Sebrae comemora este ano quatro décadas e meia de atuação em defesa dos pequenos negócios. As micro e pequenas empresas representam 98,5% do total de empreendedores no Brasil, respondem por 27% do Produto Interno Bruto (PIB) e geram mais da metade dos empregos no país. Formalização, inovação, redução da burocracia, ampliação do acesso ao crédito e melhoria do ambiente legal fazem parte do compromisso do Sebrae com os pequenos negócios. Conheça no portal Sebrae os números e a história do empreendedorismo no Brasil: https://www.sebrae.com.br/sites/PortalSebrae

 

Mais informações:

Assessoria de Imprensa Sebrae

(61) 2107-9117/9118

imprensa@sebrae.com.br


Para empreendedores

Central de Relacionamento Sebrae

0800 570 0800

 

Tags: Sebrae 45 anos