Menos Burocracia

Seminário Pará Mais Simples debate a desburocratização no ambiente de negócios

Com o tema “Menos Burocracia, mais Desenvolvimento”, o seminário Pará Mais Simples trouxe a Belém o debate sobre a importância da desburocratização do ambiente de negócios para desenvolvimento do Estado do Pará.

Na palestra de abertura, o representante do Ministério da Economia, André Santa Cruz Ramos, falou sobre os Impactos da Lei de Liberdade Econômica no Registro de Empresas e na Redesim. De acordo com Santa Cruz, a lei elenca 12 princípios da liberdade econômica que visam garantir maior segurança jurídica aos empreendedores, diminuindo a intervenção do estado na economia. “Para sair de uma crise pela qual estamos passando, a melhor forma é ampliar a liberdade econômica. É deixar a livre iniciativa trabalhar”, argumenta o diretor.

O evento, que ocorreu no auditório do Cesupa II, nos dias 20 e 22, foi realizado pelo Sebrae no Pará e Junta Comercial do Estado do Pará, com o objetivo de debater durante as tendências futuras do registro de empresas e propiciar ao participante uma noção acerca da regularização, avanços e dos problemas enfrentados por quem deseja formalizar uma empresa no Brasil e especialmente no Estado do Pará.

A presidente da Junta Comercial do Estado do Pará (Jucepa), Cilene Sabino, destaca que o debate e a troca de experiências entre os participantes é fundamental para tornar mais simples e ágeis os processos de legalização de empresas no Pará. “Estamos trabalhando para que os empreendedores tenham mais agilidade na hora de constituir sua empresa, motivando a desburocratização do registro mercantil”, afirma.

O diretor-superintendente do Sebrae no Pará, Rubens Magno, afirmou que o Sebrae “sempre lutou pela desburocratização do ambiente de negócios e está empenhado na promoção do desenvolvimento do país e, em especial, do Pará, por conhecer a realidade das micro e pequenas empresas”, destacou.

O secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Iran Lima, ressaltou o compromisso do Governo do Estado, em trabalhar em prol do desenvolvimento econômico. “Precisamos fazer com que o empresário venha com mais segurança para o Estado e, para que isso aconteça, é necessário que haja um trabalho coletivo entre governo, órgãos de licenciamento e prefeituras para produzir esse ambiente de negócios muito mais atrativo para os empreendedores brasileiro e estrangeiro”, afirma.


Compras Públicas

Durante a programação, Sebrae, Federação das Associações de Municípios do Estrado do Pará (Famep) e a Ecustomize Consultoria Em Software firmam Termo de Cooperação para a execução do Projeto de Fomento às Compras Públicas no Pará. O objetivo é dinamizar a economia municipal por meio das compras públicas de pequenos negócios.

Assessoria de Imprensa Sebrae
Telefone (61) 3348-7570 / (61) 3348-7754