Outubro da Inovação

Simples inovações realizadas nos processos de empresas trazem ganhos significativos a longo prazo

No Mês da Inovação, Sebrae destaca como pequenos negócios podem ganhar diferencial competitivo ao otimizar processos

O primeiro passo para a inovação de uma empresa consiste em mudar a mentalidade do próprio dono do negócio. Ao contrário do que se imagina, todo tipo de negócio, independente do porte ou segmento de atuação, pode buscar soluções inovadoras para oferecer a seus clientes e, com isso, agregar valor e conquistar diferencial competitivo no mercado.

Vários tipos de inovação podem ser aplicados em um negócio. Alguns são mais perceptíveis, como, por exemplo, quando se inova com o lançamento de novo produto ou serviço. No entanto, existem inovações que nem sempre são tão visíveis aos olhos do cliente, mas que permitem gerar valor ao consumidor final, com redução de custos e aumento da produtividade. São as chamadas inovações em processos, que podem ser focadas também na melhoria na qualidade dos produtos, no controle e até mesmo na redução de retrabalho.

De acordo com o analista de Inovação do Sebrae Marcus Vinícius Bezerra, com mudanças simples é possível inovar em processos que podem facilitar muito a vida do empresário. “Quando falamos de processos, estamos falando em eficiência e otimização. No caso dos pequenos negócios, ainda é um dos grandes gargalos, pois muitas empresas não enxergam os benefícios da automação de processos”, destacou.

Levantamento do Sebrae feito em 2019, identificou que a conquista de clientes é considerada a maior dificuldade entre os donos de micro e pequenas empresas. Segundo o analista de Inovação do Sebrae, muitos empresários se queixam que não têm tempo para pensar em melhorias para atrair os clientes porque precisam se dedicar à gestão administrativa do negócio. “Não sobra tempo, o empresário tem diversas planilhas e anotações para analisar ao longo do dia, quando ele poderia integrar o controle financeiro, de estoque e pedidos em um único local, o que facilitaria muito a vida dele”, explicou.

Neste Mês da Inovação, iniciativa do Sebrae para difundir a inovação entre os donos de pequenos negócios e mostrar que essa prática é acessível a todos, a Agência Sebrae de Notícias (ASN) ouviu especialistas na área e apresenta dicas sobre como começar inovar em processos da empresa.


1. Mapeie a rotina para identificar processos que podem ser otimizados ou melhorados

O empresário deve identificar quantas tarefas estão sendo executadas por ele e pela empresa ao longo do dia, analisando, por exemplo, em quantas etapas o seu produto ou serviço leva para chegar até o consumidor final. Feito esse levantamento, é preciso identificar o que pode ser eliminado para dar mais agilidade ao negócio ou quais processos podem ser realizados juntos para economizar tempo. Com certeza, ele vai observar que há processos demais ou desnecessários dentro do negócio.

2 - Automatize os processos e deixe as pessoas para cuidarem das áreas mais humanas da empresa, como atendimento e relacionamento

Com a automação de processos, cria-se um sistema automático de controle pelo qual os mecanismos do próprio sistema verificam o funcionamento, efetuando medições e introduzindo correções sem a necessidade de interferência humana. No setor da alimentação, já é comum o uso de automação comercial, com vendas descentralizadas por meio de comandas eletrônicas e terminais de touch screen, que favorecem a presença mais ativa do garçom junto ao cliente. Aliás, em restaurantes mais inovadores, cada dia que passa o garçom assume mais o papel de um tipo de concierge à disposição exclusiva do cliente.

3. Crie uma cultura de inovação dentro da empresa como um todo para aumentar a produtividade

A inovação não deve ficar restrita ao dono do negócio e para inovar é preciso criar um ambiente favorável para inspirar os colaboradores. Para isso, saiba ouvir e abra espaço para que os funcionários da empresa compartilhem ideias para melhorar o negócio, pois são eles que estão na ponta, em contato direto com o cliente e, por isso, podem absorver as necessidades deles. No caso de serviços técnicos, por exemplo, o empresário pode criar mecanismos por meio de um aplicativo ou celular, onde ele possa registrar de imediato o feedback do cliente.

4 - Faça aliança com seus concorrentes ou fornecedores para buscar mais agilidade no atendimento ou na entrega dos produtos

Vem crescendo o número de empresas concorrentes ou em segmentos complementares que realizam alianças para buscar ganhos para os negócios. Até mesmo parcerias entre empresas e fornecedores podem se tornar uma maneira de trazer um diferencial competitivo dentro do mercado. Um exemplo disso são as compras coletivas de insumos realizadas por empresas do mesmo ramo, que permitem maior volume de compra com diminuição dos custos e ganho de tempo.