Curitiba

Com empreendedorismo, alunos da Vila Torres fazem melhorias em escola

Parceria entre Sebrae/PR e PUCPR estimula o protagonismo em crianças de escola pública

O empreendedorismo pode transformar a realidade. Essa é uma das boas lições que 100 estudantes do Ensino Fundamental – 1º ciclo da Escola Municipal Noely Simone de Ávila (Vila Torres II) aprenderam no primeiro semestre deste ano. Eles são integrantes de um projeto piloto realizado por Sebrae/PR e PUCPR, dentro do Programa Jovens Empreendedores Primeiros Passos (JEPP). Além dos conceitos em sala de aula, os alunos colocaram a mão na massa e fizeram uma feira para os pais e a vizinhança. Com a renda arrecadada, eles devem implementar melhorias no parquinho e em outros espaços da escola.   

Coordenadora do Programa de Educação Empreendedora do Sebrae/PR na região de Curitiba, a consultora Sonia Shimoyama destaca que, a partir de histórias, os estudantes são instigados a desenvolver o comportamento empreendedor e a vivenciar as etapas do planejamento de um negócio. “O Programa Jovens Empreendedores Primeiros Passos tem o objetivo de disseminar a cultura empreendedora, de modo a estimular a criatividade, o pensamento crítico e o protagonismo juvenil, incentivando os estudantes a sonhar e a ter vontade de realizar seus sonhos”, ressalta. 

Entre os temas transversais trabalhados pelo JEPP estão: cultura da cooperação, com trabalhos em equipe e busca de soluções conjuntas; cultura da inovação, que compreende criar, renovar, aperfeiçoar; e ecossustentabilidade, cujo objetivo é desenvolver convivência e consciência ecológica. “O projeto piloto propõe capacitar estudantes universitários da PUCPR Curitiba e eles são responsáveis por executar o conteúdo junto aos estudantes da Escola Noely Simone de Ávila, como carga horária da disciplina de Projeto Comunitário”, explica Sonia. Além da disciplina, a parceria também contemplará a trilha de Empreendedorismo da PUCPR. 

No segundo semestre, outras turmas da escola (1º a 5º ano) passarão pelo Programa. Embora a parceria tenha sido formada até o fim de 2018, a continuidade da aplicação dos conteúdos em escolas será estimulada. “Visto que o incentivo, ao longo dos anos, é que poderá trazer uma mudança de comportamento e atitudes empreendedoras junto aos alunos”, defende a consultora do Sebrae/PR. 

A diretora da Escola Municipal Noely Simone de Ávila, Tatiane Correa comemora o resultado do projeto junto a 100 alunos (uma turma de 1º ano, duas de 3º e uma de 4º ano), que puderam aplicar, na prática, os conhecimentos construídos ao longo do semestre. “Eles entenderam o empreendedorismo e, no final, fizeram uma feira onde venderam livros, gibis, jogos, cheiros e aromas. O valor arrecadado é deles, e vamos deixar que decidam como querem aplicar. Já é um pontapé para melhorias no parquinho, que eles pediram, e para a construção de murais”, afirma. 

Segundo Tatiane, mais do que as reformas nos espaços da escola, o legado do projeto é abrir os horizontes dos estudantes, moradores de uma das regiões mais carentes da capital paranaense. “Eles percebem, pelo empreendedorismo, que existe uma vida além. Que é possível ter sonhos que ultrapassem ser jogador de futebol. Assim, eles agregam valor ao que têm acesso, como o reciclável. No lugar de vender uma garrafa pet por três centavos no lixão, eles podem agregar valor e vender por R$ 1. Queremos continuar o projeto, para ir fazendo essa construção com os alunos”, planeja. 

Para Juliana de Oliveira Souza, no Núcleo de Projetos Comunitários da PUCPR, o JEPP em parceria com a Universidade tem uma grande capacidade de mobilizar os estudantes e colaborar com a sua formação integral, ao estabelecer relações entre o pessoal, o profissional, o social, o biológico e o espiritual. 

“Isso se manifesta, principalmente, na relação firmada entre os estudantes da PUCPR e os alunos da escola municipal atendida, com a criação de vínculos entre eles, deixando a aplicação do projeto leve e divertida para ambos. O engajamento gerado fez os estudantes da PUC extrapolarem o que foi determinado para o projeto, não só em tempo de dedicação, mas também com campanhas em suas redes, para levantar materiais necessários na escola”, conta.

 

Vem crescer com o Sebrae

O Sebrae/PR é o parceiro certo para micro e pequenas que desejam crescer e estar sempre um passo à frente. Com mais de 45 anos de atuação, a entidade trabalha para fomentar o empreendedorismo, promover a competitividade, a inovação e disseminar conhecimento sobre gestão. Com o Sebrae/PR, as MPEs podem se diferenciar no mercado.  Deseja ampliar os negócios ou pretende iniciar um, comece em www.sebraepr.com.br/umpassoafrente