Análise

Estudo vai mapear “gargalos” tecnológicos da construção civil

Trabalho, realizado por um centro tecnológico italiano em parceria com o Sebrae/PR e Sinduscon Norte-PR, usará metodologia europeia para impulsionar a inovação no setor

Para ajudar as micro e pequenas empresas do setor da construção civil aumentar a competitividade por meio da inovação tecnológica, o Sebrae/PR, em parceria com o Sindicato da Indústria da Construção Civil do Norte do Paraná (Sinduscon Norte/PR) e o Centro Tecnológico Legno Arredo Pesaro (Cosmob), trouxe para Londrina a metodologia europeia de Previsão de Cenários Tecnológicos, conhecida como Foresight. Por meio de um estudo detalhado, o centro italiano vai identificar as potencialidades e oportunidades de crescimento do setor na cidade. 

O consultor da Cosmob no Brasil, Emilio Beltrami, explica que o trabalho visa definir o cenário tecnológico da cadeia produtiva da construção civil em Londrina. “Realizado, vamos analisar quais tecnologias podem ser inseridas”, aponta. O Cosmob, segundo ele, atua na transferência de conhecimento. Durante o estudo, o centro vai levantar as variáveis do mercado, a capacidade de absorção de novas tecnologias nos ambientes institucional e empresarial do setor, e a capacidade tecnológica das empresas instaladas na cidade. O trabalho será finalizado em novembro com a apresentação de um plano de inovação. 

De acordo com o consultor e gestor do projeto da Construção Civil do Sebrae/PR, Rubens Negrão, depois do mapeamento dos gargalos tecnológicos e necessidades das empresas, a proposta é criar uma governança setorial, capaz de implementar as ações planejadas. “Essa governança, composta por membros de entidades e empresas do setor, será capacitada para dar continuidade no plano de trabalho construído”, conta. Negrão destaca que a mesma metodologia já foi usada em Curitiba e Cascavel, e agora chega a Londrina e Maringá. “O objetivo é que os estudos sejam parte de um plano estadual de desenvolvimento do setor da construção civil”, adianta. 

O vice-presidente de Tecnologia e Qualidade do Sinduscon Norte/PR, Clóvis Bohrer, diz que a iniciativa é importante porque unirá todos os players do mercado, desde universidades, até associações, entidades de classe, e empresas. Para ele, é necessário buscar conhecimento e informação para o novo momento do setor. “Cada vez mais vamos trabalhar com componentes, e isso exige qualidade nos projetos e na execução”, argumenta. As mudanças, segundo Bohrer, demandarão novas formas de gestão, processos, materiais e tecnologias, e tudo isso será tratado pelo Foresight.

  

Informações para a imprensa:
Savannah Comunicação Corporativa - empresa licitada do Sebrae/PR
Assessoria de Imprensa - Regional Norte: Amanda de Santa - (43) 99917-7751/ (43) 98808-2598
Adriano Oltramari– Jornalista do Sebrae/PR - (41) 3330-5895