Paraná

Festa marca início da colheita da erva-mate com IG, em São Mateus do Sul

Segunda edição do evento será realizada no dia 15 de maio, na Rua do Mathe; na programação, palestras técnicas gratuitas promovidas pelo Sebrae Paraná para os produtores

A Rua do Mathe, em São Mateus do Sul, receberá no próximo domingo, 15 de maio, a 2ª Festa da Colheita do Mate com Indicação Geográfica. O evento marca o início da colheita, seguindo os Caderno de Especificações Técnicas e as boas práticas agrícolas para as plantas com Indicação de Procedência, modalidade de IG. A programação começa às 10h, com a tradicional roda de chimarrão. A festa é promovida pela Associação dos Amigos da Erva-mate (IG-Mathe), com apoio da Prefeitura de São Mateus do Sul, Conselho de Desenvolvimento Econômico de São Mateus do Sul (Codesamas), Associação Comercial, Industrial e Agropecuária de São Mateus do Sul (ACIASMS), Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Sebrae Paraná, Sindicato da Indústria do Mate no Estado do Paraná (Sindimate) e Jovens Unidos em Cristo. 

Na programação, destaque para palestras técnicas gratuitas com consultores disponibilizados pelo Sebrae Paraná. No período da manhã, os produtores receberão conteúdos sobre podas de colheita, rebaixamento e decepa, entre outros. À tarde, o cultivo orgânico da erva-mate no sistema sombreado e as oportunidades com a IG serão temas da palestra. Em seguida, haverá encontro de negócios, no espaço reservado para as ervateiras, na Rua do Mathe. 

Fernando Toppel, presidente da IG-Mathe, relata que a primeira festa aconteceu em 2019 e que esta edição representa a retomada após a pandemia de Covid-19. 

“Além de ser um evento festivo reunindo os amantes da erva-mate, temos como objetivos valorizar e divulgar os produtores com IG. Também queremos apresentar as vantagens e especificidades da Indicação Geográfica para outros produtores”, adianta Fernando. 

O presidente da IG-Mathe comenta que há ações que visam o turismo relacionado à planta e que serão realizadas durante o domingo. 

“Está programado o plantio de mudas de erva-mate em dois talhões, em terreno anexo à Rua do Mathe, próximo da Casa da Memória. Queremos que, no futuro, seja um local de visitação turística”, esclarece Fernando Toppel. Atualmente, 34 produtores estão habilitados a entregar erva-mate com Indicação Geográfica no sul do Paraná. 

Alyne Chicocki, consultora do Sebrae Paraná, explica que a Festa da Colheita do Mate com IG oferecerá entretenimento e conhecimento técnico. 

“É de grande importância divulgar a IG da erva-mate ao público e, ao mesmo tempo, incentivar movimentos que valorizam a agricultura familiar e os produtos de origem local. Há, ainda, o viés turístico, de mostrar o que a região tem de melhor”, comenta Alyne. 

No evento, haverá exposição de produtos com erva-mate e espaço exclusivo para comercialização de alimentos e bebidas relacionados à culinária regional, além de gincanas. A expectativa dos organizadores é de que o número de visitantes supere a primeira edição, que teve cerca de cinco mil pessoas. 

Programação

10h – Abertura oficial da 2ª Festa da Colheita do Mate com IG, com roda de chimarrão.

10h às 19h – Praça de alimentação, exposição das ervateiras, exposição de carros antigos, apresentações artísticas e culturais, espaço kids, gincanas.

11h às 12h – Palestra Técnica: Poda de formação 1 e 2, Poda de colheita, Poda de

Rebaixamento, Poda de Decepa e Colheita Seletiva no palco da Rua do Mathe.

13h às 14h – Palestra Técnica: Cultivo orgânico da erva-mate no sistema sombreado e suas oportunidades com a Indicação Geográfica, na Sala Semec.

14h às 15h – Encontro de Negócios, no espaço reservado para as ervateiras na Rua do Mathe.

15h às 15h30 – Plantio de mudas de erva-mate.

15h30 às 16h – Sapeco da erva-mate no modo tradicional.

17h30 – Show com André & Viola.

 

A região da IG

A Indicação de Procedência São Matheus abrange seis municípios do Sul do Paraná: Antonio Olinto, Mallet, Rebouças, Rio Azul. São João do Triunfo e São Mateus do Sul. A sustentabilidade é uma das marcas da IG, pois as plantas são cultivadas de forma sombreada na Mata Atlântica. Os pés de erva-mate com IG são de procedência nativa, ou seja, mantêm a genética natural da região, com anatomia, cor e sabor peculiares da IP São Matheus.