Agroindústria

Agroindústria inicia processo de produção no Amapá com goma da mandioca

Após longo período de estudo de solo, implantação de máquinas, equipamentos, técnicas e comprovações para obtenção de licenças, a fecularia Vale do Amazonas inicia operacionalização na Zona Rural de Macapá

Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Amapá (Sebrae), Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Instituto de Desenvolvimento Rural do Amapá (Rurap) e a Agência de Defesa e Inspeção Agropecuária do Estado do Amapá (Diagro), são parceiros da fecularia Vale do Amazonas Alimentos Ltda., que inicia o processo de produção, de 1 tonelada de goma de mandioca para tapioca, por hora, operando conforme a demanda que ainda é menos de 10% da capacidade. 

Sebrae

Segundo o presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae (CDE) e da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Amapá (Faeap), Iraçu Colares, reforça a participação da instituição desde a constituição do negócio, até a implantação da indústria no estado. “As instituições devem focar na base produtiva do Amapá, somente assim, podemos atuar na lógica de cadeia de valor. Mandiocultura é uma das principais culturas agrícolas do Amapá e como representante do Sebrae, temos o compromisso de profissionalizar cada vez mais essa produção”, disse o presidente do CDE/Sebrae/AP e Faeap, Iraçu Colares. 

Fecularia 

De acordo com o proprietário da Empresa Vale do Amazonas Alimentos Ltda, José Paterno, graças ao apoio e incentivo do Sebrae, a empresa foi constituída, desenvolvida e agora faz parte do segmento industrial. “O Sebrae foi um grande incentivador para a implantação e desenvolvimento da empresa, por meio dos cursos, consultorias, missões empresariais e oficinas que nos proporcionaram, declara o proprietário da Empresa Vale do Amazonas Alimentos Ltda, José paterno.

Emprego

A empresa Vale do Amazonas Alimentos Ltda, está localizada na Rodovia BR 156, Comunidade Campina Grande – Fazenda Terra Santa – Zona Rural de Macapá. O grupo de empresários são associados da Associação Amapaense de Supermercados (Amaps). Gera mais de 40 empregos diretos para cada 300 hectares cultivados de mandioca e em parceria com produtores elevarão o plantio, nos próximos 3 anos, para 1.500ha, com densidade de 15.000 plantas por ha; instalarão uma Unidade de Observação de Variedades para seleção de material genético mais produtivo; apoiarão o grupo de produtores para plantio da mandioca e aquisição de raízes para a fecularia. 

Produtos

A empresa comercializa material vegetativo para propagação, fécula úmida e farinha de mandioca. Os resíduos da indústria são utilizados para produção de alimentação animal (bubalinos e peixes). 

Registro

Desde 2019, a fecularia Vale do Amazonas estava em funcionamento, porém internamente, dedicada aos ajustes do processo de produção, pois o produto dependia dos registros de licença para entrar no mercado de consumo. Foram liberados em 2020, Certificado de controle de pragas, atendendo os padrões e normas sanitárias e ambientais; Certificado de análise de água atendendo ao padrão de potabilidade, conforme estabelece os anexos da portaria nº 5 m.s de 28 de set/2017; Alvará do Bombeiro em conformidade com as exigências de prevenção contra incêndio e pânico previsto na lei Estadual; e o Título de registro provisório SIE 025 da agência de defesa e inspeção agropecuária do amapá, com base na lei estadual nº 0869/2004 artigo 2º. 

Memória

O Sebrae desenvolveu soluções junto a fecularia Vale do Amazonas, entre elas, Planejamento Estratégico, Plano de Negócios, Consultorias SebraeTec (design de marca e comunicação), consultorias tecnológicas, cursos e oficinas de cunho tecnológico, instalação de Unidade de Observação de Variedades de Mandioca, participação em eventos de mercado, por meio de missões tecnológicas, empresariais, e feiras de comercialização e divulgação.

O planejamento estratégico construído, é um instrumento de planejamento e gestão robusto e amplo. Apresentou aos proprietários o cenário do Estudo de Mercado da mandioca e seus subprodutos no Amapá; esse estudo propiciou um outro item do Planejamento, o Estudo de Viabilidade Técnica e Econômica (EVTE), que continha, em seu bojo, o Plano de Negócio que embasou as tomadas de decisões quanto a dimensionamento da indústria, quantidade de matéria prima necessária, previsão de custos e receitas, bem como necessidade de mão de obra.

As consultorias Sebraetec foram para definição da Marca da empresa, embalagens, uniforme, envelopamento de veículos, materiais de expediente como envelopes, cartão de apresentação, brindes (canecas, chaveiros, canetas), bonés, e camisetas.

Consultorias Tecnológicas. A empresa participou de eventos de capacitação como consultorias; cursos e oficinas; em temas como Preparo de Área; Técnicas de Cultivo; Identificação e Controle de Pragas e Doenças; e Multiplicação Rápida de Manivas, Seleção de Variedades de Mandioca.

O grupo empresarial Vale do Amazonas, esteve presente no XVII Congresso Brasileiro de Mandioca, e II Congresso Latino-Americano e Caribenho, em Belém do Pará, em março de 2018; momento em que estreitaram relacionamento com os maiores pesquisadores e técnicos no cultivo da mandioca para futuras consultorias para cultivo e beneficiamento da mandioca em escala industrial.

Na missão empresarial para Arapiraca, em Alagoas, em novembro de 2017, verificou-se as formas e modelos de relacionamentos das associações, cooperativas e indústrias privadas, com grupos de produtores, para fornecimento de matéria prima para a indústria; a Missão Empresarial e Tecnológica para Paranavaí, no Paraná, onde participou da Feira Internacional sobre Mandiocultura, o grupo realizou visitas às fábricas que constroem e equipam indústrias de mandioca, tanto para farinha como para fécula, momento que fechou negócios com a fábrica que iniciou todo o processo de concepção, confecção e montagem dos equipamentos na fecularia montada em Macapá. A equipe técnica de produção da fábrica foi toda treinada pelos técnicos dessa empresa de Paranavaí. Em novembro de 2018.

Parceria

O Grupo Empresarial Vale do Amazonas Alimentos Ltda., participou dos eventos de mercado da Unidade de Atendimento Coletivo do Sebrae – Agronegócio e Indústria (UAC-Agrin), como a Feira do Campo; Rodadas de Negócio e Seminário sobre Mandiocultura, promovido pelo Sebrae no Amapá. 

Projeto

O Projeto do Sebrae – Crescer no Campo Mandiocultura de Macapá e Mazagão, hoje Projeto Mandiocultura – Indústria e Mercado, iniciou em 25 de julho de 2017, com o objetivo de atender tanto o produtor rural, em razão das necessidades de plantio e beneficiamento da raiz da mandioca, quanto outros elos da cadeia, que podem potencializar e agregar valor à produção da raiz e ao beneficiamento de subprodutos. 

Equipe

As ações do Sebrae junto a Empresa Vale do Amazonas Alimentos Ltda, são coordenadas pela gerente da Unidade de Atendimento Coletivo do Sebrae – Agronegócio e Indústria (UAC/Agrin), Larissa Queiroz; e pelo gestor do Projeto do Sebrae Mandiocultura – Indústria e Mercado, Reginaldo Macêdo.