Personagem

Empresa paranaense oferta loção de mãos como alternativa para limpeza

Empresa de biocosméticos, de Campo Magro, fabrica produto higienizante

Em tempos de pandemia do Coronavírus, em Campo Magro, na região metropolitana de Curitiba, uma empresa de biocosméticos produz uma alternativa para ajudar na limpeza, tão necessária. A loção higienizante de mãos é feita com álcool orgânico e produtos naturais.

“A loção foi criada com o propósito de higienizar as mãos sem causar ressecamento devido à ação terapêutica e calmante dos óleos essenciais e ativos hidratantes utilizados na fórmula. Utilizamos o álcool orgânico na composição por não conter traços de agrotóxicos, garantindo a pureza do produto”, explica a proprietária da empresa Cativa Natureza, Rose Bezecry.

A plantação da cana orgânica está localizada em São Paulo, mas a fabricação do produto acontece no Paraná. Todo o processo é certificado pelo IBD, considerado o maior certificador de orgânicos da América Latina e o único brasileiro com credenciamento em diversos institutos no mundo, o que torna a certificação válida, mundialmente.

A empresa trabalha com a fabricação de óleos essenciais e vegetais, cosméticos para cuidados faciais e corporais além de maquiagens 100% naturais, veganas e orgânicas. A loção higienizante para mãos foi desenvolvida com álcool 70% e com um blend de óleos essenciais com propriedades antissépticas e sem aditivos químicos nocivos.
“Nossa loção foi submetida a testes de eficácia em laboratórios de controle e qualidade reconhecidos e tem o certificado do IBD. O produto apresentou desempenho de 99,9% de ação antisséptica e bacteriana com a finalidade de prevenir e higienizar as mãos sem resseca-las”, comenta Rose.

A produção foi intensificada nos últimos meses para atender a demanda. De acordo com a proprietária, a procura pelo produto aumentou 110% devido à pandemia. Cada unidade da loção higienizadora custa R$ 18 e pode ser entregue por delivery. Os pedidos podem ser feitos pelo e-commerce www.cativanatureza.com.br

Doação
Sensibilizada com situação da Pandemia, a empreendedora fez uma doação à Unidade de Pronto Atendimento de Campo Magro de 25 litros de álcool 70%, produto-base na fabricação da loção higienizante. A doação corresponde a 15% do estoque da loja e foi realizada, de acordo com a proprietária, por uma questão humanitária dada a alta probabilidade de escassez do insumo na UPA.